Histórico

HISTÓRICO

 

SENGE-DF: há mais de 40 anos na defesa dos profissionais da Engenharia

O Sindicato dos Engenheiros no Distrito Federal foi fundado em 4 de abril de 1973, obteve sua Carta Sindical em 7 de março de 1974 e representa os(as) engenheiros(as) das diversas modalidades que tenham sua base de atuação no Distrito Federal. É filiado à FNE – Federação Nacional dos Engenheiros e à CNTU – Confederação Nacional dos Trabalhadores Liberais Universitários Regulamentados, ambas sediadas em Brasília.

Há mais de 40 anos o SENGE/DF vem promovendo efetivamente a categoria dos engenheiros, seja na defesa dos seus direitos e interesses coletivos ou individuais, inclusive em questões judiciais e administrativas, seja promovendo cursos, treinamentos e outros eventos, com destaque para o Encontro de Engenheiros do Distrito Federal, cuja terceira edição foi realizada com êxito em 2012. Em 2014, o SENGE/DF reafirma o seu papel fundamental na valorização dos profissionais da Engenharia e espera contar com a importante participação de todos(as) os(as) engenheiros(as) radicados(as) no Distrito Federal.

O SENGE-DF tem sua sede na EQS 102/103 – Bloco A – 2º pavimento – Sala 01 – Centro Comercial São Francisco, no Eixo L Sul, em Brasília.

 

Atribuições:

O SENGE-DF é a organização representativa dos profissionais de Engenharia das diferentes modalidades, na jurisdição do Distrito Federal.

Dispõe a Constituição Federal de 1988:

“Art. 8° – É livre a associação profissional ou sindical, observado o seguinte:
I – ……………
II – …………..
III – ao Sindicato cabe a defesa dos direitos e interesses coletivos ou individuais da categoria, inclusive em questões judiciais ou administrativas;

Estão dispostas também na CLT – Consolidação das Leis do Trabalho, TÍTULOS V e VI, Art.s 511 a 625, questões referentes à representação sindical, destacando-se:

“Art. 513 – São prerrogativas dos Sindicatos:

a) representar, perante as autoridades administrativas e judiciárias, os interesses gerais da respectiva categoria ou profissão liberal, ou os interesses individuais dos associados relativos à atividade ou profissão exercida;” (…) 

_________________

 

 

SINDICATO DOS ENGENHEIROS NO DISTRITO FEDERAL
EDITAIS DE CONVOCAÇÃO

I –  ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA

O Presidente do Sindicato dos Engenheiros no Distrito Federal – SENGE/DF, no uso de suas atribuições estatutárias e de acordo com o Parágrafo 2° do Artigo 21 do Estatuto do SENGE/DF, CONVOCA TODOS OS SEUS FILIADOS QUITES COM SUAS OBRIGAÇÕES SINDICAIS para participarem da ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA à realizar-se no dia 25 de junho de 2018, na sede do SENGE/DF, sito à EQS 102/103, Bloco “A”, Sala 01, 2° Pavimento – Centro Empresarial São Francisco, às 18h em primeira convocação com a maioria absoluta dos filiados quites, e às 18h30min em segunda e última  convocação, com qualquer número de participantes em condições de votar, para deliberarem sobre a seguinte ORDEM DO DIA:

Eleição de 05 delegados da base com direito a voz e voto para participarem do X CONSE – CONGRESSO NACIONAL DE SINDICATO DE ENGENHEIROS, que será realizado na cidade de SÃO PAULO – SP, no período DE 13 a 14 de setembro de 2018.

 


 

II – ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA

O Sindicato dos Engenheiros no Distrito Federal neste ato representado por seu presidente, CONVOCA TODOS OS ENGENHEIROS EMPREGADOS DA COMPANHIA NACIONAL DE ABASTECIMENTO – CONAB, ASSOCIADOS OU NÃO AO SENGE/DF, para comparecerem à ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA que será realizada no dia 28 de junho de 2018, às 16h, em primeira convocação, e às 16h30min, em segunda convocação, com qualquer número de presentes, Auditório da Sede da Conab localizada na SGAS 901 bloco A LOTE 69 – CEP 70.390-010, Brasília – DF, para discussão e deliberação da seguinte ORDEM DO DIA:

  1. A) Discutir e aprovar a Pauta de Reivindicações da categoria para o ano de 2018, visando o início das negociações com database em 1° de setembro;
  2. B) Delegar poderes para que a FNE – Federação Nacional dos
    Engenheiros venha a iniciar as negociações coletivas de trabalho, assinar Acordo Coletivo de Trabalho ou, caso frustradas as tratativas, instaurar Dissídio Coletivo junto ao C. TST;
  3. C) Fixar e autorizar o desconto da Contribuição Assistencial e/ou Confederativa e/ou Profissional e/ou Negocial; e
  4. D) Declarar a Assembleia aberta em caráter permanente até o final do processo de negociação coletiva.

 

Brasília/DF, 19 de junho de 2018.

Eng. Mário César Faustino Honório – Presidente do SENGE/DF.